sábado, 9 de novembro de 2013

Ranking 34 - Os 10 melhores games do PS One

Depois de listarmos os melhores games do atari, do Mega Drive e do Super Nintendo, agora é hora de darmos um pequeno salto a frente e vermos quais os 10 melhores games para o primeiro Playstation (ou como alguns chamam, PSOne).

O console foi lançado no Japão em 1994 e depois de alguns meses no resto do mundo. Foi um dos videogames mais populares para sua geração, conseguindo superar alguns ótimos concorrentes como o Nintendo 64 e Sega Saturn. Um outro motivo relevante para a popularização foi o fato de ter jogos facilmente pirateados, o que gerou um certo problema para Sony em querer exportar jogos para o terceiro mundo.

Bem, vamos para o top 10. Para montar a lista, foi utilizado um apanhado de diversas análises na internet incluindo a minha. Vamos lá.

Crash Bandicoot: Warped10- Crash Bandicoot 3

Antes da Naughty Dog fazer games como Uncharted e The Last of Us, eles lançaram exclusivamente para o Playstation um dos mascotes mais adorados da primeira era do Playstation: Crash Bandicoot.

O terceiro game da série (também conhecido como Crash Bandicoot Warped) tinha todos os elementos dos games anteriores porém gráficos e jogabilidade melhorados e entrou na lista dos mais vendidos na história do Playstation. Esse game foi o ponto alto da série e merece até hoje ser jogado.

O melhor: Os gráficos e jogabilidade
O pior: Nenhuma continuação decente saiu depois desse game, nem mesmo nos consoles da nova geração

Driver Coverart.png9- Driver

Durante o sucesso de GTA, a Sony conseguiu lançar o game Driver como uma proposta de games com missões envolvendo roubos de carros e perseguições. O molde e estética do primeiro Driver era mais simples que as demais, porém era igualmente divertido.

Porém engana-se quem pensa que Driver era uma cópia de GTA, nesse você controla um herói disfarçado lembrando um pouco Velozes e Furiosos, porém na década de 70. 

O melhor: Ambientação
O pior: Faltava a possibilidade de sair do carro durante as missões, o que foi adicionado muito tempo depois

8- Tekken 3

Eis um game de luta que levou muitas pessoas a loucura. Tekken 3 tinha a proposta de reciclar personagens e até mesmo a história da série Tekken.

Dessa vez, o game tinha como protagonista o jovem Jin Kazama e trazia uma lista de personagens (ativos ou secretos) imensa.

Destaque principal para a apelação preferida dos brasileiros: o capoeirista Eddie Gordo.

O melhor: Muitos personagens de diversos estilos
O pior: Desequilíbrio entre personagens 

7- Final Fantasy VIII

Final Fantasy VIII é ainda hoje um dos FF mais especiais para seus fãs. Além do avanço técnico e de diversas adições, o game possuía uma das melhores histórias já criadas na história dos RPGs.

A relação Squall e Rinoa era o ponto forte e definitivamente o game serviu de base para os demais games da série. Destaque para a cena do espaço em que Rinoa dá uma de Sandra Bullock e fica a deriva no espaço, esperando pelo salvamento.

Outro fator relevante da série é quanto aos gráficos e mecânica que tiveram um salto relevante.

O melhor: Gráfico e jogabilidade
O pior: Squall em alguns momentos parece meio bobo

6- Castlevania Symphony of the Night

Esse Castlevania tinha elementos desafiadores para sua época. Foi o primeiro a deixar toda a linearidade nível a nível e incluir elementos de RPG.

O jogador controlava Alucard em níveis desafiadores e cheios de chefes bem elaborados.

O game foi eleito por diversas revistas como o game do ano (1997) . 

O melhor: Sistema de jogo
O pior: Dificuldade  

5- Tony Hawks Pro Skater 2

Eis um dos games mais divertidos envolvendo skate e insanidades sobre a prancha com rodas. THPSk2 tinha uma jogabilidade fluída e fases insanas cheias de pontos secretos, missões extras e muitas músicas de punk rock, surf music e heavy metal.

Definitivamente um game empolgante.

Existia um cheat que permitia escolher nada menos que o homem aranha, com direito a manobras envolvendo teias e saltos.

Destaque para os vídeos secretos incluindo manobras insanas do brasileiro Bob Burnquist.

O melhor: Jogabilidade
O pior: Tony Hawks leva a fama, mas Bob é melhor

4- Final Fantasy VII

A maior inovação de todos os Final Fantasy, FFVII conseguiu manter o ritmo de história e adicionar dois elementos que mudaram a regra nos games: gráficos e trilha sonora.

Os gráficos pela primeira vez em um FF era totalmente em 3D. As músicas são até hoje pedidas em eventos como Video Games Live e, antes que você reclame de eu não estar citando algo, Final Fantasy tem o maior vilão/anti-herói de todos os Final Fantasy (para alguns o maior vilão de games já lançados até hoje): Sephiroth que no final é mais lembrado do que o próprio protagonista, Cloud.

Destaque para cena em que Aerith morre inesperadamente para surpresa e tristeza dos fãs.

O melhor: Sephiroth
O pior: Onde está o remake mais aguardado de todos os tempos? Onde Square? Onde?

[atualização - Set/2016 ] e não é que a Square anunciou o remake? Agora é esperar :) [fim da atualização]

3- Resident Evil 2

Eis o auge para alguns de Resident Evil. RE 2 tinha a mesma estética e jogabilidade do primeiro RE, também lançado para o PSOne, a diferença entretanto é que a história se passava em Racoon City e realmente a situação não estava nada fácil comparado ao que Chris e Jill passaram.

Dessa vez, o jogador controlava Leon ou Claire, dois novatos sem muita experiência que acabam se envolvendo em um problema maior do que esperavam.

Além do mais, eles precisam abandonar a cidade antes que ela exploda. Um game desafiador.

O melhor: História e muitos mais zumbis
O pior: Finalmente o game abandonou o tosco vídeo com atores reais do primeiro game, mas seria legal terem melhorado ao invés de retirado

2- Silent Hill

Se você quiser passar medo jogando um game de Survivor Horror, o primeiro Silent Hill ainda é uma boa pedida. Com cenários que envolvem escolas, esgotos e parques demoniacos, o primeiro Silent Hill é considerado um dos melhores games de terror já lançados.

Na história você controla Harry que perde em um acidente na estrada sua filha Cheryl. Logo no início do game, Harry parece morrer e você está totalmente imerso em um pesadelo do qual precisa jogar.

Cheio de finais alternativos, o game oferece uma série de possibilidades de soluções interessantes até hoje.

O melhor: O clima de terror
O pior: Final um pouco confuso (principalmente para quem jogou Silent Hill 3 anos depois) 

1- Metal Gear Solid

Eis a medalha de ouro para um dos maiores games furtivos dos quais é divertido jogar até hoje! O game acompanha Solid Snake contra Naked Snake e sua terrível arma Metal Gear, que dá nome ao jogo.

O game envolve uma infiltração comum que ganha elementos extremamente divertidos, incluindo formas interessantes de se matar ninjas (como trocar o controle do plugo do player 1 para o player 2).

O game é contínuo o que dá uma sensação de sequencia muito legal, a narrativa é crescente e as possibilidades de jogo são inúmeras. Definitivamente o ponto alto do primeiro Playstation.

O melhor: Narrativa e jogabilidade que a acompanha perfeitamente
O pior: Não é um dos melhores gráficos, mesmo para a época. Mas o que isso importa perante tanta diversão?

Menção honrosa
Soul Reaver | Super Puzzle Fighter | Luna | Final Fantasy Tatics | Final Fantasy IX | Breath of Fire III | Xenogears | Resident Evil | Chronno Cross | Resident Evil 3 | The King of Fighters | Chrash | Oddworld | Ape Escape | PaRappa The Rapper | Wipeout XL | Vagrant Story | Gran Turismo 2 | Tomb Raider | Crash Bandicoot | Street Fighter Alpha 3




Demais Rankings do blog

1 comentários:

Andre Sampaio disse...

Lista daora, meu favorito da lista é Tekken 3, mas estou QUASE zerando Final Fantasy VII, onde acho que é um dos melhores, se não o melhor, jogo que já joguei

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...